Última resposta a Leandro Quadros – Parte VII

Leia aqui a parte anterior da resposta.


Gênesis 12:3 ensina o livre-arbítrio?
No artigo 48 textos bíblicos contra 12 descontextualizados…, o professor Leandro Quadros mostra não ter entendido a minha visão de Gênesis 12:3. Segundo o professor:

8 – A respeito de sua análise da frase “todas as famílias da terra” (Gênesis 12:5) – que em sua visão significa “nações” – isso é irrelevante, pois, famílias formam nações. Nações são formadas por famílias. Portanto, a salvação é oferecida a todos.

9) Sua “matemática da salvação” não possui lógica – e muito menos lógica espiritual. Como o senhor pode saber que Deus escolheu uma pessoa de cada família da Terra? (Leandro Quadros)

Antes de responder, quero recordar o que disse no artigo Resposta ao Professor Leandro Quadros – “Na mira da verdade”:

8) Sobre o “todas as famílias da terra”, o termo “famílias” também pode ser traduzido por “nações”. Logo, ali a promessa é de que, em Abraão, todas as nações da terra seriam abençoadas, porque, em Cristo, a salvação alcançaria pessoas de todas as nações.

9) Algumas vezes “todos” significa “todo tipo de gente”, e não “todas as pessoas”. Mas, mesmo que eu conceda e fale que, em Abraão, todas as famílias são abençoadas, se uma única pessoa de cada família for eleita para a salvação e todas as outras eleitas ao inferno, as famílias foram abençoadas! Afinal, o justo seria que todos fossem condenados ao inferno, pois todos pecaram e estão destituídos da glória de Deus (Romanos 3:23). Logo, se em cada família só um fosse eleito ao céu e os demais condenados, seria uma bênção! Já seria mais do que a Justiça previa. (Helder Nozima)

Professor, vamos lá:
– O que eu afirmei é que, em Gênesis 12:3, o termo “famílias” é melhor traduzido por “nações”;
– Que o termo “todas” pode ser entendido como “todo tipo de gente”;
– Logo, eu nunca disse que Deus escolheu uma pessoa de cada família da terra. Veja bem o termo “Mas, mesmo que eu conceda”. Eu levantei uma hipótese, como concessão, de que o versículo ensina que, literalmente, todas as famílias são abençoadas. Que, ainda que essa concessão fosse feita, Gênesis 12:3 não implica em livre-arbítrio universal. Afinal, se apenas uma pessoa de cada família fosse salva, todas as famílias (literalmente) teriam sido abençoadas.
Antes de falar da minha lógica, o professor deveria ser mais atento ao que eu falei. Acho que este é um princípio básico de interpretação de textos.
Toda essa confusão acontece porque o professor acredita que Gênesis 12:3 ensina o livre-arbítrio. O que diz o versículo?

Abençoarei os que te abençoarem e amaldiçoarei os que te amaldiçoarem; em ti serão benditas todas as famílias da terra. (Gênesis 12:3)

Não preciso repetir o que já disse. Em Abrão, todas as famílias são abençoadas porque é de Abrão que vem o Senhor Jesus Cristo. Gálatas 3:8-9 comprova isso e também que o termo “famílias” é melhor entendido como “nações”:

Ora, tendo a Escritura previsto que Deus justificaria pela fé os gentios, preanunciou o Evangelho a Abraão: Em ti, serão abençoados todos os povos. De modo que os da fé são abençoados com o crente Abraão.

Professor, repare:
1) Paulo traduziu “famílias” como “povos”;
2) Paulo aplica o versículo à salvação dos gentios (que é realizada por Cristo);
3) Paulo diz que a bênção alcança somente os da fé (“os da fé são abençoados”)!
Gênesis 12:3 foi interpretado pelo apóstolo Paulo e não foi aplicado por ele a todos os tipos de pessoa! Agora, pergunto: com quem devemos ficar: o apóstolo Paulo ou o notável Leandro Quadros?

E, em Genesis 12:3 é dito que, por meio da aliança de Deus com Abraão, “serão benditas todas as famílias da terra”. Todas significa TODAS mesmo e não apenas uma classe. Se Deus tivesse predestinado apenas aqueles com quem Ele “foi com a cara”, essa promessa a Abraão dirigida a todas as famílias da terra perderia o sentido. (Leandro Quadros em Se eu preciso “melhorar a pontaria”, o irmão Clóvis precisa pelo menos “mirar”)

Realmente, “todos” pode significar “todo tipo de gente”, de acordo com o grego “pas”. Mas, também significa todo mundo. Que critérios usar para saber quando a Bíblia quer passar um conceito ou o outro? A análise do contexto bíblico. Se 2 Pedro 3:9 afirma que Deus deseja que TODOS cheguem ao arrependimento, o que impede que no termo esteja incluído “todo tipo de gente”, inclusive os mais perversos? (Leandro Quadros em 48 textos bíblicos contra 12 descontextualizados…)

É, professor…tem que ter muita autoridade para divergir assim, tão de frente, com negrito e tudo do apóstolo Paulo! Admiro tanta “coragem”, mas confesso que não a possuo.
Assim, fica claro que Gênesis 12:3 não se aplica a todos os homens e não diz que o livre-arbítrio existe.
A certeza de minha predestinação
Parece que o professor sente-se curioso a respeito de minha situação eterna. Segundo ele:

Diga-me uma coisa: como o pastor tem certeza de que foi predestinado para a salvação? De que maneira o senhor pode provar para si mesmo – com base na teologia que segue – que sua esposa e filhos (se os tiver) não foram predestinados para a perdição e que um dia não abandonarão ao Senhor por conta disso? Pensando nisso, como é para um calvinista desfrutar da esperança da salvação, inclusive para as pessoas que mais ama? Pergunto não em tom de desafio, mas, por curiosidade mesmo. (Leandro Quadros)

Professor, tenho certeza pelo testemunho interno do Espírito Santo ao meu espírito, como está escrito em Romanos 8:16:

O próprio Espírito testifica com o nosso espírito que somos filhos de Deus. (Romanos 8:16)

O fato de eu ter fé em Cristo também é um indicativo, afinal, a fé não é algo que venha de mim, mas sim um presente que Deus me deu:

Porque pela graça sois salvos, mediante a fé; e isto não vem de vós; é dom de Deus… (Efésios 2:8)

Além do mais, os eleitos até pecam, mas, de modo geral, sua vida honra e glorifica a Deus. Afinal, os réprobos são vasos de desonra e ira, mas os eleitos são vasos de honra e misericórdia na casa de Deus:

Ou não tem o oleiro direito sobre a massa, para do mesmo barro fazer um vaso para honra, e outro, para desonra? Que diremos, pois, se Deus, querendo mostrar a sua ira e dar a conhecer o seu poder, suportou com muita longanimidade os vasos de ira, preparados para a perdição, a fim de que também desse a conhecer as riquezas da sua glória em vasos de misericórdia, que para glória preparou de antemão, os quais somos nós, a quem também chamou, não só dentre os judeus, mas também dentre os gentios? (Romanos 9:21-24)

Como fui chamado para seguir o Evangelho, cri e tenho recebido muita, mas muita misericórdia da parte de Deus, esforçando-me para honrá-Lo (embora peque muitas e muitas vezes), creio na minha eleição. Mas creio muito mais é por causa do testemunho que o Espírito Santo me dá no coração.
Em relação à esposa e filhos, não sou casado, sou noivo. Tenho uma irmã incrédula (não nasci em lar evangélico, meus pais e meu irmão se converteram depois de mim). E não tenho como saber se minha irmã é predestinada ao céu ou não, nem se minha noiva se manterá firme nos caminhos do Senhor até o fim ou se meus filhos serão vasos de honra ou de desonra. Creio que, normalmente, Deus salva familiares de seus eleitos, especialmente os descendentes e o cônjuge, por causa de 1 Coríntios 7:14:

Porque o marido incrédulo é santificado no convívio da esposa, e a esposa incrédula é santificada no convívio do marido crente. Doutra sorte, os vossos filhos seriam impuros; porém, agora, são santos.

No entanto, homens de Deus como Abraão, Isaque e Davi tiveram filhos réprobos, como foi o caso de Ismael, Esaú e Absalão. Deus é Soberano.
Meu coração se aperta por minha irmã e, sinceramente, tenho fé de que a verei salva. Mas, se isso não acontecer com ela, com minha noiva, com meus filhos…ou mesmo comigo…amém! Louvado seja o Senhor, Ele é justo e foi bom conosco, porque merecíamos nascer no inferno e Ele ainda permitiu que vivêssemos por um tempo num lugar melhor do que lá. Deus não tem que agir pensando, em primeiro lugar, na minha felicidade ou nos seres humanos, Ele tem que agir pensando é na glória d’Ele! E, se para a glória de Deus, alguém do meu próprio sangue tiver que ir para o inferno, vou sofrer, mas seja feita a vontade do Senhor. Afinal, devo amar mais ao Senhor do que a meus parentes:

Se alguém vem a mim e não aborrece a seu pai, e mãe, e mulher, e filhos, e irmãos, e irmãs e ainda a sua própria vida, não pode ser meu discípulo. (Lucas 14:26)

Quer seja salvo, quer seja condenado, o que importa é que Deus seja glorificado! Todavia, creio que, não importa o que aconteça com minha irmã, noiva e demais parentes, Deus continua agindo para o meu bem:

Sabemos que todas as coisas cooperam para o bem daqueles que amam a Deus, daqueles que são chamados segundo o seu propósito. (Romanos 8:28)

Vou continuar a respondê-lo, professor. Mas só posso terminar esse post pedindo a oração dos irmãos para que eu dê testemunho de Cristo à minha irmã e dizendo:
SOLI DEO GLORIA! AMÉM!

O próximo post é este.

Anúncios

4 thoughts on “Última resposta a Leandro Quadros – Parte VII

  1. Meu caro Helder,

    O destino eterno de nossos amados é sempre algo a nos fazer refletir.
    Meu pai faleceu em 2004, e não sei o que será dele no porvir. Não saberei se Deus o chamou até que estejamos lá. É algo difícil pensar que posso não ter sua companhia.
    Porém, como você chama a atenção na postagem, meu amor por deus é maior que o amor por qualquer coisa criada, incluindo os meus amados no tempo. E sei que então ele enxugará toda lágrima…

    Como contraponto a esse olhar um tanto pesaroso, lembro minha própria postagem a esse respeito: As doutrinas da graça e a eleição de nossos amados.

    Mas há algo mais que seria bom ser dito. Todos aqueles que negam a eleição e a predestinação como expostas pela sistematização reformada dizem que não há conforto algum nas doutrinas da graça (que não chamam assim, obviamente), mas que só entendem haver essa possibilidade, a de haver conforto, se houver livre-arbítrio.
    Eu, por meu lado, não entendo como possa haver conforto no livre-arbítrio. O homem é inconstante e é desesperadamente corrupto seu coração. Ainda que viesse a desejar Deus e Sua salvação hoje, o que não faz de fato se o Senhor não inclinar sua vontade, o que lhe manteria firme nos caminhos do Deus amanhã. Se o arminiano confessa que só o Espírito o mantém, por que acha tão difícil entender que o mesmo Espírito é o que o traz ao caminho?
    O homem é incapaz tanto de se pôr a caminho quanto de se manter nele. Conforto só posso ter pela fidelidade e pelo amor do imutável Deus demonstrados pelo Seu chamado conforme Seu plano eterno que não pode falhar. E minha esperança e conforto quanto aos meus amados é que, assim como Ele me chamou, bem os pode chamar. E então eles virão a Ele!
    Caso contrário, estaríamos todos irremediavelmente perdidos.

    Bendito seja o Senhor por tão grande Salvação. Louve ao Senhor, minha alma, por ser objeto de Seu soberano amor!

    No nosso Redentor,
    Roberto

    Gostar

  2. Helder,

    Muitos pensam que os calvinista concebem a eleição em termos abstratos e impessoais. Na verdade, tentam nos impingir, quando sugerem que cremos num sorteio cósmico onde quem pegou o bilhete premiado do céu, parabéns, quem tirou a bolinha preta, azar dele.

    A eleição não é impessoal, nem para Deus, nem para nós. Basta repararmos nas palavras amor, misericórdia, beneplácito, etc. para percebemos que Deus não elege impassivamente.

    Nós também, enquanto procuramos confirmar nossa própria eleição e nos angustiamos por aqueles dentre nossos queridos que não foram chamados e pregamos a todos desejando intensamente que tenham sido eleitos, não o fazemos com indiferença, mas nosso coração é posto nisso.

    A eleição só não tem uma carta emocional para quem não a compreendeu e a ridiculariza.

    Em Cristo,

    Clóvis
    Editor do Cinco Solas

    PS.: Apesar de tudo, não deixamos que nossas emoções e sentimentos determinem o que cremos. Cremos no que a Bíblia diz.

    Gostar

  3. Caros Helder e Clóvis,

    “A eleição não é impessoal, nem para Deus, nem para nós. Basta repararmos nas palavras amor, misericórdia, beneplácito, etc. para percebemos que Deus não elege impassivamente”.
    Este é o tema da minha postagem desta sexta no 5 Calvinistas.

    Como faz o Helder, uma palhinha:
    “O Impassível fala como se sentisse paixão, e aquilo que contém em si mesmo a causa de sua própria e de outras bênçãos, fala como se pudesse sentir-se carente e ansioso. 'Não é Efraim meu precioso filho? filho das minhas delícias? pois tantas vezes quantas falo contra ele, tantas vezes ternamente me lembro dele; comove-se por ele o meu coração' (Jr 31.20). 'Como te deixaria, ó Efraim? Como te entregaria, ó Israel? Meu coração está comovido dentro em mim' (Os 11.8). 'Oh, Jerusalém, quantas vezes quis eu reunir os teus filhos, como a galinha ajunta os seus pintinhos debaixo das asas, e vós não o quisestes!' (MT 23.37)”.

    Mais? Só na sexta no 5 Calvinistas.

    No amor do Senhor,
    Roberto

    Gostar

  4. Às vezes a doutrina calvinista é complicada… Paradoxos, raciocínios, enfim, essas coisas às vezes podem abalar a fé dos mais fracos…

    Apesar de atualmente não estar na presença do Senhor como devia, creio que apesar de tudo Deus me ama, pois Ele me permite viver e conhecer cada dia mais aos poucos o que é o viver a Palavra… Assumo que às vezes dou uma cambaleada, e acho que talvez, mesmo mantendo a fé em Cristo usando a razão, eu não seja salvo, dou glórias a Deus por Ele ser bom e mostrar a mim que Ele ama seus eleitos…

    Espero que Deus eleja muitos outros, mas se for vontade Dele mandar o resto do povo pro inferno, louvado seja por mostrar que é Deus e tem controle sobre tudo!

    E podem achar a asneira que for, isso é que eu acho a primeira instância… D=

    Gostar

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s