O sistema de Jesus para as igrejas locais

Como disse nos posts anteriores (para quem não leu, é só rolar a barra para baixo), é errada a idéia de que Jesus está contra todo e qualquer tipo de sistema. O Antigo Testamento (AT) nos mostra que Deus é ordeiro e sistematizador. Isso pode ser visto na criação e nas regras de culto da Lei de Moisés. Cristo nunca se colocou contra o sistema do AT em si, mas sim contra os abusos e deformidades feitos pelos fariseus e escribas.
No entanto, a chegada de Jesus ao mundo iria provocar mudanças no sistema de Deus. Em Gálatas 3:24-25, Paulo nos explica que a lei (aqui podemos entender como sendo todo o AT) tinha o objetivo de nos conduzir a Cristo. Depois que Cristo veio ao mundo, já não estamos subordinados à Lei.
Mas, o que Jesus tem a nos ensinar sobre o governo da igreja?
1) Cristo é a autoridade suprema. Isso é indicado em vários momentos. Jesus está acima do sábado, que foi instituído por Deus (Gn 2:3). Os fariseus apelavam para os antigos (Mt 5:21), Jesus falava baseado em sua própria autoridade (Mt 5:22). Logo, Cristo é maior que a tradição. Na verdade, ele é maior do que o grande rei Salomão e o profeta Jonas (Mt 12:41-42). Ele é o verdadeiro Sumo Sacerdote. Quando os dez leprosos foram curados, Jesus ordenou que eles se mostrassem aos sacerdotes (Lc 17:14). No entanto, o leproso samaritano, o único que voltou para agradecer, foi mostrar-se a Jesus, e não aos sacerdotes (Lc 17:16). Na verdade, Cristo é a autoridade suprema, porque Ele é o próprio Deus, a quem devemos adorar (Mt 8:2).
2) A Igreja foi confiada aos apóstolos. Não há a menor sombra de dúvida de que os apóstolos ocupam uma posição de maior autoridade que os demais discípulos de Jesus. Os doze estariam com Jesus e pregariam e expulsariam demônios em nome de Cristo (Mc 3:13-14). As chaves do reino dos céus foram dadas a um apóstolo (Mt 16:19) e apascentar as ovelhas de Cristo é um dever apostólico (Jo 21:17). Fica claro que os apóstolos é quem deveriam cuidar da Igreja depois que Cristo subisse aos céus. Se você achar que os Evangelhos não são claros a esse respeito, uma leitura superficial de Atos dos Apóstolos deverá retirar suas dúvidas sobre o assunto.
3) Governar é servir. Em Marcos 10:35-45 há uma história muito esclarecedora sobre esse ponto. Tiago e João pediram para ficar à direita e à esquerda de Jesus quando Ele estivesse em glória. Cristo não prometeu atender ao pedido deles, mas fez uma exortação a todos os apóstolos. Os governadores dos povos mantém as pessoas sob domínio. O foco está no poder em si, e não no bem ao próximo. Cristo, no entanto, diz que o maior deve ser o servo de todos (Mc 10:44). E Ele mesmo é um exemplo disso. Cristo não veio para ser servido, veio para servir e dar a sua vida em resgate por muitos (Mc 10:45).
Dessas três afirmações, existem outras que podemos extrair. Por exemplo, o governo da Igreja é um misto de centralidade e pluralidade. O governo é central porque está debaixo de Cristo e dos apóstolos. Mas é plural porque não está nas mãos de um único apóstolo (este ponto fica mais claro em Atos do que nos Evangelhos, e pretendo falar dele posteriormente). Por outro lado, a autoridade deve ser usada não para dominar, mas sim para servir à Igreja.
Existem outras coisas sobre o sistema de Jesus que eu gostaria de falar, mas ficam melhor em outros posts, mais específicos. Por exemplo, que Jesus aprovava a disciplina da Igreja, inclusive com a exclusão (Mt 18:15-18). Ou o ensino dele sobre o juízo divino. Mas isso fica para depois.
No próximo post pretendo falar sobre como os apóstolos estruturaram a igreja. E entrar em pontos como localismo, congregacionalismo, etc.
Anúncios

3 thoughts on “O sistema de Jesus para as igrejas locais

  1. graça e paz querido sou um Assembleiano Calvinista…e pra mim é um prazer participar de seu blog …www.aldaireamizael.blogspot.com

    Gostar

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s